Pandemia: Servidores e militares não sofreram queda significativa de renda

Correio Braziliense          09/07/2020

Estudo da Secretaria de Política Econômica explica que os trabalhadores informais recebendo apenas 22% da sua renda habitual e os trabalhadores formais, 75% do salário. Já os servidores e os militares, pelo menos 90%

Servidores públicos e militares. Estas foram as únicas categorias que não tiveram a renda impactada de forma significativa pela pandemia do novo coronavírus. A conclusão é da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia. 

A SPE publicou uma nota informativa nesta quarta-feira (08/07) para avaliar o efeito do auxílio emergencial de R$ 600 rendimento do trabalhador brasileiro. Mas também dedicou um capítulo desta nota para avaliar a diferença entre o rendimento que era recebido pelos trabalhadores brasileiros antes da pandemia do novo coronavírus e o rendimento que efetivamente foi recebido nos últimos meses. 

“É possível verificar que, na média, a maioria das ocupações com pessoas afastadas do trabalho por causa das medidas de quarentena/distanciamento social apresentaram uma queda considerável do rendimento efetivo em relação ao que era habitual”, concluiu a Secretaria de Política Econômica. O estudo ainda mostra que as maiores diferenças de renda foram registradas entre os…

Leia a íntegra em Pandemia: Servidores e militares não sofreram queda significativa de renda

Escrever um comentário