Mundo passou de medo e compaixão a pragmatismo com coronavírus, diz fundador da BlackRock

Ainda que considere que ainda não “vimos o pior relacionado ao vírus”, Larry Fink, fundador e presidente da BlackRock, afirma que o mundo passou de uma posição de medo e compaixão com a pandemia do novo coronavírus para uma visão mais pragmática. E citou a aceleração dos casos de Covid-19 no Brasil, em partes dos Estados Unidos e na Índia.
Leia mais (07/17/2020 – 19h35)

Escrever um comentário