Ministério da Economia centralizará a licitação de serviços de apoio administrativo, recepção e secretariado para órgãos e entidades localizados no Distrito Federal

BSPF          09/07/2020

Economia realizará contratação centralizada de serviços terceirizados

Apoio administrativo, recepção e secretariado serão contratados, pela primeira vez, neste formato para órgãos e entidades localizadas no DF

O Ministério da Economia publicou nesta quarta-feira (8/7) a Intenção de Registro de Preços (IRP) nº 13/2020 para a contratação centralizada de serviços de apoio administrativo, recepção e secretariado para órgãos e entidades federais localizados no Distrito Federal. Nesta fase, o governo fará um levantamento de demanda dos órgãos interessados em participar do processo licitatório. Uma das principais vantagens é a economia estimada de R$19,3 milhões apenas com a redução de custos processuais de licitação. É a primeira vez que o governo federal realiza licitação com este modelo para mão de obra dedicada. 

Com o formato centralizado os órgãos e entidades irão otimizar recursos, já que cada processo licitatório por pregão eletrônico com utilização do Sistema de Registro de Preços (SRP) para este tipo de contratação tem o custo de, aproximadamente, R$ 44 mil. Por meio desta modalidade haverá, também, a redução de 439 processos de contratação que seriam realizados separadamente. 

“Com a contratação centralizada, haverá a padronização dos valores que os órgãos e entidades pagarão por esses serviços. Praticaremos valores de acordo com o mercado e sem disparidades dentro da própria Administração Pública”, explica Cristiano Heckert, secretário de Gestão do Ministério da Economia. Segundo o secretário, esta é uma forma de tornar a gestão mais eficiente, racionalizando assim o gasto público. 

A Intenção de Registro de Preços prevê a execução dos serviços para os cargos de auxiliar administrativo, assistente administrativo, recepcionista, recepcionista bilíngue, secretário executivo, secretário executivo bilíngue e técnico em secretariado. O contrato terá duração de 30 meses, podendo ser renovado por igual período, e exigirá a disponibilização de solução tecnológica, para subsidiar a gestão e fiscalização contratual, por meio de aplicação web e aplicativo mobile. 

Os órgãos e entidades que tiverem interesse devem apresentar suas demandas até o dia 21 de julho de 2020 no Portal de Compras Governamentais, conforme condições estabelecidas na minuta do Termo de Referência e orientações indicadas no Comunicado de IRP. A expectativa é de que, ainda no segundo semestre de 2020, a Ata de Registro de Preços esteja assinada. 

O Ministério da Economia apresentará os detalhes da contratação em transmissão no dia 15 de julho em seu canal no YouTube.

Fonte: Ministério da Economia

Escrever um comentário