Ganha apoio a campanha para que político abra mão de salários e regalias

Diário do Poder          23/03/2020
Deputados e senadores continuam custando quase R$200 mil mensais, cada, fora as mordomias

Viraliza a campanha para que parlamentares, sobretudo do Congresso, abram mão dos seus privilégios e regalias, a fim de que esses recursos sejam aplicados no combate ao coronavírus. Afinal, enquanto a crise ameaça salários, empregos e empresários já não sabem se continuarão sua atividade, deputados federais e senadores seguem custando quase R$200 mil por mês, cada, e ainda têm plano de saúde único no mundo, ao contrário do povão, que paga essa conta e tem que enfrentar o SUS. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
A campanha nas redes sociais inclui, além de parlamentares, todos os ocupantes de…

Escrever um comentário