Decisão de Gilmar de soltar Baldy reacende questão sobre sucessão na secretaria

A decisão do ministro Gilmar Mendes de mandar soltar o secretário dos Transportes Metropolitanos paulista, Alexandre Baldy, na sexta (7), reacendeu o suspense no setor sobre a sucessão na pasta. Baldy está fora por 30 dias para se defender, mas a avaliação é que o governador João Doria (PSDB) teria dificuldade de recolocá-lo no cargo após o período porque, apesar de a suspeita que motivou a prisão de Baldy ser anterior à atuação dele no governo de SP, a imagem fica manchada.
Leia mais (08/09/2020 – 23h35)

Escrever um comentário