Crise acumula grandes fusões e aquisições no Cade

Com o aquecimento das fusões e aquisições estimulado pela crise, o Cade deve enfrentar um aumento no volume de grandes transações para analisar nos próximos meses. Na autarquia, o cenário é visto como um desafio de impedir que, por causa das dificuldades financeiras da pandemia, se crie uma concentração maior de mercado que prejudique o consumidor. Já há uma série de casos emblemáticos na fila. O próximo é o da venda da Liquigas, que deve ser resolvido no dia 18.
Leia mais (11/08/2020 – 23h31)

Escrever um comentário