Compra de dose cavalar de remédio de maconha não é caso isolado

Os recentes casos de determinações judiciais que têm obrigado a Secretaria de Saúde de SP a usar recursos públicos para comprar doses cavalares de remédio de maconha para bancar o tratamento de alguns pacientes, gastando mais de R$ 100 mil em cada processo, não são um problema isolado.
Leia mais (10/02/2020 – 20h08)

Escrever um comentário